Logística reversa: melhor custo benefício e alto índice SLA de entrega

Previsto pelo Código de Defesa do Consumidor (CDC), artigo 49, o comprador pode se arrepender da compra realizada e devolver o produto até 7 dias após a entrega, independente do motivo. Nesse sentido, a logística tem sido um dos maiores desafios para os e-commerce, pois não basta entregar um produto, também é preciso recolher e levá-lo ao vendedor em casos de desistência. Essa é a chamada logística reversa, o que pode causar uma enorme dor de cabeça sem planejamento estratégico, ou conquistar o seu cliente, melhorando o índice SLA de entrega. Saiba mais!

Como funciona a Logística Reversa

A logística reversa é uma metodologia que contribui para a experiência positiva do usuário.

Como comentado acima, é obrigação do e-commerce estabelecer um bom contato com o cliente para que ele receba o suporte necessário em casos de devolução ou troca de produto. Caso contrário, essa necessidade pode ser prejudicial na relação do e-commerce com o cliente final.

Além disso, com um atendimento transparente e personalizado, a empresa mantém o controle sobre os pacotes e o consumidor sabe em que etapa está o seu produto.

Logística reversa e SLA de entrega

SLA é a sigla para Service Level Agreement, que em português significa Acordo de Nível de Serviço. Trata-se de um contrato firmado entre duas partes, que podem ser uma empresa e uma transportadora, por exemplo. Esse acordo é realizado por meio de um contrato que garante os direitos e obrigações de ambas as partes envolvidas.

No meio das entregas, um SLA pode ser estabelecido em qualquer parte relacionada a negócios. Alguns dos critérios que podem ser determinados em um SLA de entrega são:

Qual a importância do SLA de entrega para o e-commerce?

Ele proporciona muito mais segurança para as partes envolvidas na logística reversa. Os critérios definidos neste acordo funcionam como garantias de que a operação será executada conforme o previsto. Ou seja, se uma das partes descumprir o contrato, arcará com multas contratuais.

Aplique a logística reversa no seu e-commerce

A principal dica para aplicar a logística reversa em um e-commerce é criar um canal de comunicação ágil e transparente com os clientes, como um SAC (Serviço de Atendimento ao Consumidor), são eles os protagonistas dessa estratégia e parte deles a necessidade de buscar um produto e devolvê-lo à loja.

Também é importante criar uma página, cartilha, aba no site ou outra forma de exibir e fixar a política de devolução de produtos. Essa página deve conter dados pautados na legislação, com informações claras sobre as condições para troca e devolução de mercadorias.

Por último, mas igualmente importante, mapeie todo o ciclo de troca, organizando o processo de coleta da mercadoria e a entrega de uma substituta para manter a logística reversa do seu e-commerce eficiente.

Ou seja, implantar a logística reversa pode parecer complicado no início, mas garante bons resultados para o e-commerce e para o consumidor. Essa etapa do planejamento logístico é fundamental para conquistar o cliente, atrair novas vendas ou somente aumentar o ticket médio de uma compra com a troca por produtos de valores maiores.

Ficou alguma dúvida sobre logística reversa? Entre em contato conosco, será um prazer ajudar você.

Compartilhe

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp
Share on email

A logística como fator competitivo no e-commerce

Segundo pesquisa da Lett, “96% dos e-commerces no Brasil não oferecem uma boa experiência de...

Como reduzir custos logísticos em sua operação online

Quando se fala em redução de custos logísticos no e-commerce, precisamos interpretar como: benefícios para...