Processo de troca de transportadora: como passar por ele sem problemas

Há diversos motivos que podem levar uma empresa ao processo de troca de transportadora: o alto custo, o atendimento ineficiente ou um serviço ruim. Muitas vezes, as empresas até permanecem com um serviço de logística de má qualidade por medo ou receio de fazer a troca e acabar criando um problema ainda maior.

A ABComm (Associação Brasileira de Comércio Eletrônico) projeta um faturamento de R$ 79,9 bilhões para os e-commerces no Brasil, em 2019. Um crescimento de cerca de 17% em relação ao ano anterior.

Para acompanhar esse crescimento, as empresas de logística precisam estar preparadas e prestar um bom serviços aos clientes. Afinal, a satisfação e a experiência do usuário estão diretamente ligadas com o serviço de logística envolvido.

Segundo o Panorama Terceirização Logística no Brasil, realizado pelo ILOS, a má qualidade dos serviços é o principal motivo para a substituição de um prestador de serviço logístico, sendo relatada por 90% dos entrevistados.

A UPS, empresa global de logística, realizou um estudo em diversos países para avaliar o nível de satisfação dos usuários com a logística. O estudo revelou que 68% dos consumidores virtuais no Brasil desistiram de comprar devido à demora no prazo de entrega.

Esses dados expressam a importância de prestar um serviço de excelência que encante o seu cliente. Por isso, a troca de transportadora logística não pode deixar de ser feita por insegurança ou comodismo. Durante esse processo, sua empresa deve atentar-se para não gerar impactos negativos ao cliente. 

Para ajudar nesse processo, preparamos esse artigo com orientações para realizar a substituição de transportadora logística sem dores de cabeça.

Dicas para um processo tranquilo

O processo de troca de transportadora começa como tudo na empresa: com planejamento.

Busque opções, avaliando os serviços com informações que você puder captar, como a lista de empresas com melhores índices no Reclame Aqui e indicações de empresas da mesma área que a sua. Liste algumas opções, pois é importante contar com mais de uma empresa, no caso de a primeira não ter condições de atendê-lo plenamente.

Analise os dados da sua empresa para saber qual o principal ponto fraco da sua transportadora atual. Assim, será mais fácil encontrar o novo parceiro. Escolhida a nova empresa, é hora de virar a chave e fazer a substituição.

Como esse processo envolve diversas áreas da empresa, reúna-se com as equipes para estruturar a mudança e antecipar possíveis percalços no processo.

Mantenha o contato direto com a equipe de logística, pois é ela que será capaz de observar os primeiros sinais de problemas e apontar para que você tome as medidas necessárias para não onerar os clientes. A substituição deve ser feita de forma gradativa, para que toda a empresa habitue-se com o novo parceiro logístico e você esteja seguro de que fez a melhor escolha, optando por uma transportadora que entrega o que você precisa.

Se, durante esse processo de transição, você perceber que a nova transportadora que escolheu não atende sua empresa satisfatoriamente, recomece o processo sem medo e escolha um novo parceiro. Por isso é fundamental realizar esse período de testes e não dispensar de antemão a transportadora anterior. 

Busque fazer esses testes em períodos de menor movimento, pois qualquer problema pode ser potencializado em datas como Natal, Black Friday e Dia das Mães. Dessa forma, qualquer contratempo surgido fica mais fácil de ser contornado.

Pontos de atenção para uma escolha vantajosa

A busca por uma nova transportadora deve ser feita com muita atenção, pois o parceiro é responsável por representar sua marca diante do cliente final. Por isso, é preciso estar atento a três pontos cruciais: 

  • O ROI da transportadora logística, que é um dos principais pontos de atenção para as empresas. Ele é o indicador que mostra o quanto os custos com logística representam no seu negócio. 
  • A tecnologia pode fazer sua empresa estar um passo à frente das demais. Contar com um parceiro logístico que investe em tecnologia pode beneficiar ainda mais o seu negócio.
  • O terceiro ponto é a expertise da empresa contratada. Muito mais do que entregar uma encomenda, é preciso buscar uma empresa que tenha experiência nos serviços e que possa oferecer muito mais que uma simples entrega: uma experiência positiva e encantadora para o seu cliente.

Quer contar com uma empresa que entrega isso tudo e muito mais, oferecendo 98% de sucesso nas entregas e a mais alta capilaridade na região sul do Brasil? Conheça os serviços da Diálogo Logística e saiba porque somos o seu parceiro logístico ideal.

Compartilhe

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp
Share on email
Vendas on-line impulsionam os negócios em época de crise

Entenda como os recursos digitais conseguiram salvar as vendas Em tempos de crise, os consumidores...

Três dicas para evitar roubo de cargas

Saiba como minimizar riscos de assaltos a centros de distribuição e durante trajeto das entregas...