Big Data para Logística: como utilizar a análise de dados para intensificar as atividades da área

O maior interesse das organizações em entender o grande volume de dados produzido por suas atividades é o fornecimento de insights. Eles devem gerar valor para as tomadas de decisão e facilitar o olhar estratégico sobre o todo ou determinada área. Neste caso, estamos falando sobre a logística.

Aplicar inteligência sobre os dados gerados pelo setor pode promover uma melhor alocação de recursos e investimentos mais eficientes. Para isso, o Big Data deverá coletar informações sobre todo o processo logístico.

Por exemplo, um processo de compra online gera dados em todas as etapas: características do produto, quantidade comprada e local de entrega. Mais tarde, estes dados poderão ser cruzados com as informações de picking, conferência e embalagem. Por fim, todos estes dados se juntarão às informações de transporte: trajeto, gasto com combustível, possíveis ocorrências, etc.

Desta maneira, é possível gerar insights para melhorar diversas atividades dentro da área logística. Por isso, reunimos aqui algumas das usabilidades do Big Data e os benefícios que essa ferramenta traz.

 

 

Potencializar a logística com o Big Data

A mineração de dados possibilitou o acesso a maiores informações sobre diversas áreas que alimentam a logística e que são alimentadas por ela, como a cadeia de suprimentos. Para o caso do Supply Chain, a análise do Big Data traz uma possibilidade de ser mais ágil.

Por exemplo, caso ocorra um atraso com o fornecedor que impactará na entrega, o cliente poderá ser informado. O atraso ainda existirá, mas o cliente terá a informação.

Com o auxílio do Big Data também é possível reduzir os custos operacionais de logística, realocando recursos e tornando as operações mais enxutas. Por meio do cruzamento de dados e análise de informações, é possível, também, entender onde estão os gargalos no processo de entrega e como promover sua correção.

 

Leia também: Logística para E-commerce: como reduzir custos e encantar seus clientes

 

Além disso, é possível potencializar a entrega na última milha, como é chamado o caminho que a encomenda faz do centro de distribuição ao endereço do cliente. Informações de entrega já realizadas podem ser cruzadas com dados de software de roteirização para encontrar possíveis dificuldades e otimizar a rota.

A análise do Big Data na logística traz diversos benefícios, desde questões operacionais até a tomada de decisões estratégicas, e prestar atenção aos dados gerados pelo setor pode ser o diferencial na estratégia adotada.

Assim como o Big Data, a Inteligência Artificial também tem transformado a área da Logística. Nós falamos sobre o assunto neste artigo e, para continuar por dentro da relação entre logística e tecnologia, continue acompanhando nosso blog e se inscreva na nossa newsletter.

Compartilhe

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp
Share on email
Vendas on-line impulsionam os negócios em época de crise

Entenda como os recursos digitais conseguiram salvar as vendas Em tempos de crise, os consumidores...

Três dicas para evitar roubo de cargas

Saiba como minimizar riscos de assaltos a centros de distribuição e durante trajeto das entregas...