Blog
Diálogo
Logística Inteligente

Diálogo Logística é destaque na TranspoSul

em por

O sócio-diretor da Diálogo Logística, Ricardo Hoerde, foi um dos palestrantes da 19ª edição da TranspoSul, a maior feira de transportes e logística da região Sul e o segundo maior evento do setor no país. No segundo dia da feira, promovida entre os dias 27 e 29 de junho de 2017 no Centro de Eventos da Fiergs (Federação das Indústrias do Estado do Rio Grande do Sul), Hoerde falou sobre os desafios e oportunidades na logística do e-commerce.

Esta foi a primeira vez que a Diálogo Logística participou da TranspoSul como uma das empresas palestrantes. Além de ampliar a visibilidade e a reputação da empresa, a participação na TranpoSul trouxe negócios para a companhia.

“Um empresário gostou da apresentação e entrou em contato com a gente no nosso Fale Conosco. Hoje ele já é um cliente. Outro empresário que assistiu a palestra está interessado nas nossas soluções, e a Tramontina também pediu para conversar com a gente”, comentou Hoerde.

Tendências na logística do e-commerce


Em sua palestra no segundo dia da TranspoSul, o sócio-diretor da Diálogo Logística apresentou dados do mercado nacional e mundial do e-commerce – setor que não para de crescer a cada ano. Fez parte da apresentação um overview sobre as principais tendências de operação de vendas online.

“Comentei sobre as inovações do varejo online, que contemplam melhorias de serviço ao consumidor em termos de pontos de retirada dos produtos”, explicou. Neste sentido, Hoerde destacou, por exemplo, as iniciativas feitas nos Estados Unidos para atender ao consumidor que passa pouco tempo em casa e que não tem ninguém para receber o produto que ele comprou online durante a sua ausência.

Para atender a este público, segundo Hoerde, empresas que trabalham com a logística do e-commerce nos Estados Unidos estão adotando “lockers” em pontos estratégicos para os clientes, como portarias de prédios comerciais e shoppings centers, para que eles possam retirar a mercadoria em horários alternativos e de forma prática.

Outra tendência do mercado que foi destacada durante a palestra de Hoerde é a que está sendo adotada por algumas empresas da Europa e que utiliza drones e robôs para fazer algumas entregas – especialmente em locais remotos.

Desafios para quem trabalha na área


Na palestra que fez na TranspoSul, o sócio-diretor da Diálogo Logística também abordou a complexidade que envolve a operação de logística do e-commerce. “Tanto pela quantidade de produtos quanto pela diversidade dos itens. Porque lidamos tanto com a entrega de um iPhone, de um pendrive, quanto de uma TV de 40 polegadas. É um desafio ter um mesmo padrão de manuseio destes itens e automatizar uma operação que é tão diferente”, comentou Hoerde.

Tanto a tendência do uso de “lockers” em locais estratégicos para a retirada dos produtos pelos próprios clientes quanto a de uso de drones para fazer entregas estão sendo avaliadas pela Diálogo Logística para serem implantadas no país. “Estamos estudando esses temas para ver se eles são aplicáveis no Brasil. Também procuramos, cada vez mais, tecnologias que possam melhorar a entrega para os nossos clientes”, complementou.

Quem compra online, em geral, é ansioso por receber logo o produto que comprou. “O cliente compra e já quer receber o produto. Ele fica o tempo todo rastreando a entrega. Por isso temos o Fale Conosco, monitoramos o Reclame Aqui e o Facebook para dar resposta para este perfil de clientes”, comenta.

Mas para melhorar ainda mais a experiência do consumidor, a Diálogo Logística está na fase final do desenvolvimento de um aplicativo que vai acabar com o sofrimento dos ansiosos. De acordo com Hoerde, ainda que o rastreamento dos produtos tenha melhorado nos últimos anos, ainda existe um vazio de informações sobre o dia previsto para a entrega do produto.

“Houve uma evolução no rastreamento, mas ele ainda não é perfeito. Hoje o entregador sai para fazer a entrega de manhã e perdemos a visibilidade do tracking. Apenas no final do dia sabemos se o pedido foi entregue ou não”, explica.

A Diálogo Logística está finalizando um aplicativo que vai funcionar com o mesmo princípio do Waze ou do Uber. Ou seja, que vai acompanhar melhor a rota do entregador e poderá informar para o cliente, por exemplo, se ele está a 30 minutos do local de destino. “Seremos capazes de nos comunicarmos muito melhor com os nossos clientes, inclusive permitindo uma interação maior com eles”, adianta o sócio-diretor da Diálogo Logística.

 

Faça um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *